Preso por usar os Correios no envio de drogas tem preventiva decretada.

Preso por usar os Correios no envio de drogas tem preventiva decretada.

Flávio Kaic Miranda, de 19 anos, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva na tarde desta terça-feira (4), após ser alvo da Operação Pombo Correio. O nome da ação deflagrada pela Polícia Civil faz alusão ao sistema usado para despachar drogas para outros estados – a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.

A decisão partiu do juiz da 1ª Vara Criminal de Dourados, Marcelo da Silva Cassavara. O histórico criminal de Flávio e a necessidade de garantir a ordem pública e a aplicação da lei penal foram fatores determinantes para a decisão.

O titular destacou que o preso já estava sendo investigado por tráfico de drogas, juntamente com Bruno Nunes Antunes, jovem de 18 anos que também foi preso no dia anterior, em um caso envolvendo a apreensão de remessas de drogas enviadas de Mato Grosso do Sul para o Espírito Santo.

Em seu depoimento à polícia, o jovem chegou a alegar que as doze porções de maconha seriam utilizadas para consumo próprio. No entanto, embalagens usadas para despachar drogas e balança de precisão foram encontradas na casa do rapaz, que reside no Jardim Canaã IV, região leste da cidade.

Entenda o caso – Segundo a polícia, em de fevereiro deste ano, dois pacotes contendo entorpecentes com destino ao Espírito Santo foram interceptados no Centro de Distribuição dos Correios em Campo Grande. O remetente era empresa fictícia com endereço em Dourados.

Em um dos volumes foram localizados oito quilos de maconha em meio a objetos eletrônicos e no outro, 2,5 quilos escondidos entre equipamentos de cozinha. De acordo com a investigação, o grupo havia criado a empresa fictícia, utilizada para simular envios de encomendas para outros estados. Entretanto, em vez de produtos supostamente vendidos, drogas eram embaladas e remetidas a usuários.

Durante as investigações, os policiais descobriram os responsáveis pela criação da pessoa jurídica falsa e envio das encomendas. Ambos os envolvidos foram levados à PED (Penitenciária Estadual de Dourados). – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

EldoNews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *