Sem prazo para conclusão, começam as obras de recuperação da José Antônio e Lago do Amor

Três meses depois dos estragos no Lago do Amor e passados dois meses da interdição na ponte da rua José Antônio, a prefeitura de Campo Grande iniciou a recuperação dos trechos danificados pelas chuvas. As obras devem custar mais de R$ 4,2 milhões e foram contratadas sem licitação.Nesta terça-feira (4), é possível ver que as obras estão em andamento nos dois trechos, como informou a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos). A partir da ordem de serviço assinada, a empresa teve cinco dias úteis para iniciar os serviços.Na sexta-feira (31), a situação da estrutura do Lago do Amor piorou com as chuvas. A água transbordou e, pela terceira vez no ano, alagou a avenida Filinto Miller, piorando os danos na parte que já tinha desmoronado e abrindo rachaduras no asfalto. Segundo Enéas Netto, secretário-adjunto da secretaria municipal de Infraestrutura, o estrago na região é muito maior do que se pode observar. “Ali terá de ser feito um trabalho maior do que parece porque não é só aquela parte que aparece, a erosão já se estende até a Praça das Tilápias, então, toda aquela parte vai ser corrigida”, explica o secretário-adjunto. Contratos emergenciais e sem licitaçãoAo todo, a obra no Lago do Amor foi orçada em R$ 3,8 milhões e na ponte da Rua José Antônio o valor será de R$ 713 mil. Somando mais de R$ 4 milhões.A empresa CCO Infraestrutura LTDA será responsável pelas obras do Lago do Amor, que incluem recomposição estrutural do aterro, vertedouro, muro de contenção e seus complementos, na avenida Filinto Muller. Já a Engevil Engenharia LTDA vai conduzir as obras da ponte da rua José Antônio, sobre o Córrego Prosa. A empresa fará o reforço da fundação da ponte e recuperação estrutural do canal.Lago do AmorLago do Amor (Foto: Kísie Ainoã/Jornal Midiamax)

EldoNews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *