Guarda municipal que fez ‘festinha particular’ em guarita e dirigiu bêbado é demitido

O guarda municipal, Ezequiel Garcia Ribolis, que estava respondendo a um procedimento administrativo por fazer uma ‘festinha particular’ em uma guarita, no Terminal Guaicurus, em junho de 2021 foi demitido, nesta segunda-feira (17). 

A demissão do servidor foi publicada no Diário Oficial da Prefeitura, e assinada pela prefeita Adriane Barbosa, “Aplicar a Pena de Demissão ao servidor EZEQUIEL GARCIA RIBOLIS, ocupante do cargo de Guarda Civil Metropolitana Segunda Classe, Referência GMC-2, Classe “D”, pertencente ao Quadro Permanente de Pessoal da Prefeitura Municipal de Campo Grande, lotado na Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social, com fulcro no art. 225, inciso V, por transgressão ao art. 217, incisos II, III e VI, concomitante com o artigo 233, inciso V, todos da Lei Complementar n. 190, de 22 de dezembro de 2011 (Processo n. 118184/2021-15).”

Em junho de 2021, o guarda foi flagrado fazendo uma ‘festinha particular’ em uma guarita. Na madrugada do dia 20 de junho, uma equipe foi acionada por moradores da região do Terminal Guaicurus. Eles acreditavam que a guarita construída naquele local tinha sido invadida por vândalos. No entanto, no local os guardas encontraram o colega, em local de serviço, promovendo uma festa particular com aproximadamente quatro pessoas. Foram encontrados narguilé e bebidas alcoólicas, entre cervejas e vodka.

Ele foi afastado das funções para responder a um PAD (Procedimento Administrativo Disciplinar). 

Já em novembro do mesmo ano, ele acabou preso por dirigir embriagado. Ele foi detido no dia 19, por colegas de farda ao dirigir bêbado e na contramão no terminal do Aero Rancho, em Campo Grande. Ele teve de ser detido a balas de borracha pelos agentes já que fugiu da abordagem. 

Ele estava em visível estado de embriaguez quando passou pelo terminal xingando os colegas de farda: “vão prender bandidos, seus *”. Em seguida, foi embora, mas voltou minutos depois entrando no terminal na contramão. 

O guarda acabou perseguido pelas ruas do bairro, sendo alcançado quando tentava entrar em sua residência. Ele não obedeceu à ordem de parada e um disparo de bala de borracha foi feito para contê-lo. O agente apresentava sinais de embriaguez, mas negou o uso de bebidas alcoólicas.

Ele disse aos policiais que havia tomado dois copos de ‘raizada’ para a fertilidade e a bebida contém álcool. O agente responde a um processo por fazer uma ‘festinha particular’ em local de serviço, na guarita que fica localizada no Terminal Guaicurus.

EldoNews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *